Mundo Animal

Parvovirose em cães, vamos saber mais deste assunto

A parvovirose canina é uma doença viral altamente contagiosa

Causa gastroenterite grave e, muitas vezes, complicações hemorrágicas. Pode ser fatal e é uma doença que continua a afetar a população de filhotes no Reino Unido.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

O que é parvovirose canina?

A parvovirose canina é altamente contagiosa e é causada por um vírus extremamente resistente encontrado no ambiente externo. Causa gastroenterite grave e, muitas vezes, complicações hemorrágicas.

Se uma cadela estiver contaminada durante a prenhez, o vírus afetará os fetos à medida que eles se desenvolvem. O vírus não pode se replicar sozinho e, como resultado, precisa usar outras células para ajudá-lo a se multiplicar. Em filhotes jovens, o parvovírus canino coloniza as células do trato digestivo, porque elas se renovam rapidamente.

Conheça 5 raças de cães gigantes

A parvovirose canina pode ser fatal e é uma doença que continua a afetar a população de filhotes.

Quais são os sintomas da parvovirose canina?

cachorropit 1
Foto: Agronews

Um filhote ou cão com parvovirose mostrará uma variedade de sintomas diferentes. Você sempre deve procurar:

  • Febre
  • Letargia
  • Diarreia (possivelmente sangrenta)
  • Vômito
  • Desidratação
  • Perda de peso grave

O que causa a parvovirose canina?

Um cão infectado com parvovírus canino lança uma grande quantidade dele pelas fezes. Especificamente, 1 g de fezes pode conter até 1 milhão de doses infecciosas – o suficiente para infectar 1 milhão de animais em condições experimentais.

Pode ser transmitido por qualquer humano, animal ou objeto que entre em contato com as fezes de um animal infectado.

A doença em si é extremamente difícil de remover de um ambiente externo, como canis ou criadores de filhotes. Em certas condições, pode permanecer infecciosa por vários meses, até mesmo um ano.

Meu filhote pode ser vacinado contra o parvovírus canino?

O parvovírus canino pode ser evitado com vacinação, por isso é tão importante garantir que o filhote receba as doses necessárias na idade certa.

Conheça cães de trabalho

As vacinas são mais eficazes quando são dadas em datas fixas com reforços. Filhotes geralmente começam um programa de vacinação com 6 a 8 semanas, com a vacinação contra parvovírus administrada entre sete a nove semanas de idade.

Como sei se devo vacinar meu filhote?

Algumas vacinas são obrigatórias, enquanto outras são recomendadas, dependendo dos riscos que o filhote enfrenta com seu estilo de vida e ambiente. O parvovírus canino é uma vacina obrigatória, de modo que seu filhote receberá essa vacina de acordo com qualquer protocolo. Seu filhote não deve ter contato com cães de fora até pelo menos duas semanas após a última vacinação.

A vacinação sempre protegerá meu cão contra parvovirose?

Os vírus sofrem mutações. Alguns mudam muito, alguns moderadamente e outros quase nada.

O parvovírus canino é estável, o que significa que a vacina permanece a mesma e não precisa ser modificada.

Ele evoluiu desde que foi visto pela primeira vez, na década de 1970. No entanto, essa evolução se reflete em pequenas modificações na superfície do vírus (que é onde o sistema imunológico – ou seja, os anticorpos – atuará). Isso não tem efeito sobre a proteção fornecida pela vacinação, ou seja, uma vez vacinado, seu animal será protegido contra todas as mutações do vírus.

De que outra forma posso impedir meu filhote de contrair parvovirose?
O parvovírus canino é altamente resistente no ambiente externo. Uma instalação de criação é um ambiente de alto risco, o que significa que eles devem receber uma vacina inicial ainda no local. Isso ajudará a prevenir a disseminação do parvovírus canino entre uma ninhada.

O mesmo vale para os canis, onde muitos cães desconhecidos estarão no mesmo ambiente. Para combater eventuais surtos, os canis implementam medidas sanitárias rigorosas, incluindo:

Garantir que o edifício foi concebido da maneira correta, incluindo:

  • Implementação do princípio do fluxo a termo, ou seja, um circuito unidirecional é adotado do setor com os animais em maior risco, para o setor com os animais de menor risco;
  • Os materiais do canil são resistentes, impermeáveis (antiderrapantes para pavimentos), lisos, isolantes, fáceis de desmontar e limpar;
  • Setorização – seções específicas para maternidade, quarentena e enfermaria;
  • Também deve haver um protocolo para limpeza e desinfecção adequadas.

O que fazer se eu acho que meu filhote está com os sintomas?

Se seu filhote começar a apresentar algum dos sintomas do parvovirose, você deverá consultar um veterinário imediatamente. Ele fará uma série de exames físicos, testes bioquímicos e análises de urina para determinar se seu filhote de cão está infectado e recomendará o melhor curso de ação.

Não tenha medo de perguntar ao criador se há medidas preventivas antes de pegar seu filhote de cão. Se você tiver alguma dúvida sobre parvovirose, fale com um veterinário que será capaz de dar conselhos sobre a doença, prevenção e tratamento.

AGRONEWS BRASIL – Informação para quem produz

CIN Homeclass
Etiquetas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar