Mercado Financeiro

Ovos: restrições no abate dificultam regularização da oferta

Referindo-se ao fraco desempenho do mercado paulista de ovos no decorrer de junho corrente, Sebastião Kamimura – operador que atua exclusivamente no varejo, há 30 anos dedicado em fazer a ‘ponte’ entre o produtor de ovos e grandes redes supermercadistas – observa haver agudo desequilíbrio entre produção e oferta pois há um excesso de aves alojadas. “Nessa relação, o único que sofre é o produtor”, destaca

Ele acredita que este seja, ainda, uma consequência do distanciamento social e seus reflexos. “Foram iniciados na semana passada descarte de aves, mas contamos com o limite de abate nos frigoríficos, que impede que seja mais rápido, por isso nossa dificuldade no momento”, apontou. “Estamos vivendo com falta de mobilidade urbana, medo da pandemia, incerteza das decisões políticas, falta de critério e de decisões firmes e seguras e isto, com certeza, está afetando diretamente o consumo”, disse.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Ele apontou este como um dos motivos pela dificuldade de orientação no mercado de postura. “Na verdade, hoje não temos verdade, não sabemos como nos organizar, não dá pra programarmos nada. Dependemos de bom senso e de estudos para amenizarmos a crise de saúde a nível mundial”, disse. “Pra mim, pessoalmente, nesse momento, é ter fé, procurar otimismo, e desejar que as decisões sejam corretas das pessoas responsáveis no governo. Só assim sairemos da atual situação”, finalizou.

Fonte: Ovosite

AGRONEWS BRASIL – Informação para quem produz

Leia também: https://agronewsbrazil.com.br/transposicao-do-rio-sao-francisco-finalmente-virou-realidade/

Etiquetas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar