Embrapa

Comitiva composta por representantes de país africano visita centro de pesquisa da Embrapa

A Embrapa Arroz e Feijão recebeu hoje (05/09) uma missão composta por membros do alto escalão do Ministério da Agricultura da Etiópia e uma senadora daquele país, além de membros da Agência de Implementação da Cooperação Alemã para o Desenvolvimento (GIZ) e da Agência Brasileira de Cooperação (ABC) – veja abaixo a composição da comitiva. Os visitantes vieram com interesse em conhecer os estudos da Unidade conduzidos para atender pequenos produtores, em especial, as maquinarias e os trabalhos voltados à pesquisa de solos. É a primeira vez que o centro de pesquisa recebe comitiva desse país, pois não existem ações de colaboração direta entre a Embrapa Arroz e Feijão e o Governo etíope.

Organizada pelo Ministério das Relações Exteriores (MRE) do Brasil, via ABC, com apoio da GIZ, a visita começou com as boas vindas do chefe-geral da Embrapa Arroz e Feijão, Alcido Elenor Wander, e a apresentação de cada membro da comitiva, que teve o Dr. Steffen Schulz como representante da GIZ, que trabalha no Brasil com foco em energias renováveis, eficiência energética, proteção e uso sustentável da floresta tropical. A recepção contou com a presença do chefe de Pesquisa e & Desenvolvimento (P&D) da Unidade, Élcio Guimarães, e da pesquisadora Mellissa Soler, que atua na linha de manejo, química e conservação de solos, pontos que integram as áreas de interesse dos visitantes na vinda ao Brasil, segundo o analista da ABC, André Gustavo Barros, que ressaltou a existência de um projeto de colaboração entre a Embrapa e o Governo etíope, sobre correção de solos ácidos.

Após a fala do coordenador geral de cooperação bilateral da ABC para África, Ásia, Oceania e Oriente Médio, Antônio Junqueira, que agradeceu a disponibilidade da Embrapa Arroz e Feijão em atender à solicitação e enfatizou a importância e utilidade destas trocas de experiências, o chefe-geral fez uma rica apresentação de toda a Embrapa e do centro de arroz e feijão, suas pesquisas e áreas de atuação, lembrando que a Unidade trabalha em colaboração com diversas outras nações africanas.

O momento seguinte teve Mellissa Soler apresentando os trabalhos na Unidade que envolvem o manejo dos solos com características de acidez. A pesquisadora falou sobre os equipamentos utilizados para observação de fertilidade e verificação da quantidade de calcário necessária para tornar o solo produtivo. Mellissa afirmou, porém, que a análise pode ser mais eficaz, se feita considerando a adubação do sistema como um todo, incluindo outras culturas (rotação), analisando o movimento de nutrientes que as raízes promovem.

Em seguida, os visitantes foram apresentados aos equipamentos desenvolvidos na Embrapa Arroz e Feijão, destinados aos pequenos produtores. Este momento teve uma rápida introdução, feita pelos chefes geral e de P&D, e foi conduzido pelos pesquisadores José Geral do da Silva e Adriano Nascente, que falaram sobre as máquinas e equipamentos utilizados na distribuição e incorporação de calcário no solo.

Composição da comitiva 

Comissão Permanente da Agricultura no Congresso da Etiópia

Ministério da Agricultura da Etiópia

Ethiopian Institute of Agricultural Rersearch (EIAR)

Região Amhara

Escritório da Agência de Cooperação Alemã (GIZ – ETIÓPIA)

A Embrapa Arroz e Feijão recebeu hoje (05/09) uma missão composta por membros do alto escalão do Ministério da Agricultura da Etiópia e uma senadora daquele país, além de membros da Agência de Implementação da Cooperação Alemã para o Desenvolvimento (GIZ) e da Agência Brasileira de Cooperação (ABC) – veja abaixo a composição da comitiva. Os visitantes vieram com interesse em conhecer os estudos da Unidade conduzidos para atender pequenos produtores, em especial, as maquinarias e os trabalhos voltados à pesquisa de solos. É a primeira vez que o centro de pesquisa recebe comitiva desse país, pois não existem ações de colaboração direta entre a Embrapa Arroz e Feijão e o Governo etíope.

Organizada pelo Ministério das Relações Exteriores (MRE) do Brasil, via ABC, com apoio da GIZ, a visita começou com as boas vindas do chefe-geral da Embrapa Arroz e Feijão, Alcido Elenor Wander, e a apresentação de cada membro da comitiva, que teve o Dr. Steffen Schulz como representante da GIZ, que trabalha no Brasil com foco em energias renováveis, eficiência energética, proteção e uso sustentável da floresta tropical. A recepção contou com a presença do chefe de Pesquisa e & Desenvolvimento (P&D) da Unidade, Élcio Guimarães, e da pesquisadora Mellissa Soler, que atua na linha de manejo, química e conservação de solos, pontos que integram as áreas de interesse dos visitantes na vinda ao Brasil, segundo o analista da ABC, André Gustavo Barros, que ressaltou a existência de um projeto de colaboração entre a Embrapa e o Governo etíope, sobre correção de solos ácidos.

Após a fala do coordenador geral de cooperação bilateral da ABC para África, Ásia, Oceania e Oriente Médio, Antônio Junqueira, que agradeceu a disponibilidade da Embrapa Arroz e Feijão em atender à solicitação e enfatizou a importância e utilidade destas trocas de experiências, o chefe-geral fez uma rica apresentação de toda a Embrapa e do centro de arroz e feijão, suas pesquisas e áreas de atuação, lembrando que a Unidade trabalha em colaboração com diversas outras nações africanas.

O momento seguinte teve Mellissa Soler apresentando os trabalhos na Unidade que envolvem o manejo dos solos com características de acidez. A pesquisadora falou sobre os equipamentos utilizados para observação de fertilidade e verificação da quantidade de calcário necessária para tornar o solo produtivo. Mellissa afirmou, porém, que a análise pode ser mais eficaz, se feita considerando a adubação do sistema como um todo, incluindo outras culturas (rotação), analisando o movimento de nutrientes que as raízes promovem.

Em seguida, os visitantes foram apresentados aos equipamentos desenvolvidos na Embrapa Arroz e Feijão, destinados aos pequenos produtores. Este momento teve uma rápida introdução, feita pelos chefes geral e de P&D, e foi conduzido pelos pesquisadores José Geral do da Silva e Adriano Nascente, que falaram sobre as máquinas e equipamentos utilizados na distribuição e incorporação de calcário no solo.

Composição da comitiva 

Comissão Permanente da Agricultura no Congresso da Etiópia

Ministério da Agricultura da Etiópia

Ethiopian Institute of Agricultural Rersearch (EIAR)

Região Amhara

Escritório da Agência de Cooperação Alemã (GIZ – ETIÓPIA)

CIN Homeclass
Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar